07 fevereiro 2011

"Sorteios & Promoções" mensais



Por Jorge Fernandes Isah


Desde Janeiro/2011, reativei a seção de sorteios aqui no Kálamos. O primeiro, na verdade, foi realizado em 13/09/2009; mas depois de conversar com o Tiago Vieira do Internautas Cristãos [à época, um recém-amigo] decidimos criar um site, onde os sorteios ocorressem em conjunto. Com o passar dos meses, o Vinícius Pimentel do Voltemos ao Evangelho, o Armando Marcos do Projeto Spurgeon e, finalmente, o Ricardo Mamedes do blog homônimo, se juntaram ao projeto.

Porém, querendo uma maior liberdade para divulgar livros e autores que não se adequam ao perfil do "Sorteio de Livros" [nome do meu antigo blog que foi transferido para o site, e se mantém lá], optei por usar o nome "Sorteio & Promoções", nada criativo, mas bastante objetivo. Com isso, estou tanto em um, o "Sorteio de Livros", como no outro, aqui.

Na reinauguração, a regra para participar consistia de se fazer um comentário em qualquer das postagens do Kálamos durante o mês, visando privilegiar os leitores deste blog.

Neste mês, decidi "abrir" a participação a todos que se interessarem, bastando enviar um email com nome completo, cidade e estado em que reside para kalamosorteio@hotmail.com

Os livros encontram-se relacionados abaixo, cujos ganhadores serão conhecidos no dia 28.02.2011, as 22 horas.

Até o próximo "Sorteio & Promoções" [Para maiores informações, consulte a página da promoção].


1) "PROFÉCIA BÍBLICA EM 12 LIÇÕES", de Max Anders, Editora Vida















2) "O PERÍODO INTERBÍBLICO", de Enéas Tognini, Editora Hagnos















3) "DEUS E O MAL", de Gordon H. Clark, Editora Monergismo















7 comentários:

  1. Sobre o pastor Enéias Tognini conheci-o pessoalmente e durante um tempo ( de fato um bom tempo ) semoe que vinha a antiga Igrea Batista de Lagoinha fazia questão de vê-lo pregar. De fato durante anos o velho pregador parecia não mudar nem físicamente, nem no ardor e na forma de anunciar a Jesus Cristo. O estilo alá Billy Grahn e a postura no atar, verdadeiramente inconfundíveis de um sermão claro, organizado, apaixonado e que sempre levou dezenas, senão centenas de pessoas a conhecerem ao Senhor Jesus. Sou testemunha da eficiência e do exemplo inigualáveis de como deve ser mínimamente um pregador do evangelho, como se diz entre negros dos EUA: parte da "Old School", "velha guarda" aqui no Brasil.

    Parabéns por todas as suas boas iniciativas mmeu querido irmão Jorge. Nosso Deus o abençôe hoje e sempre. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Helvécio,

    muito legal o seu testemunho. Bom saber que o Pr. Tognini pregava biblicamente... você sabe me dizer se ele ainda está vivo [entre nós, bem dito]?
    Aproveita e se inscreve no sorteio; já ganhou uma Bíblia devocional do Murray McChayne, quem sabe não ganha o "Período Interbíblico" do pr. Enéas Tognini?

    Grande abraço!

    Cristo o abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pela Bíblia meu irmão, na pressa enviei alguns comentários e não sei se chegaram até você e aproveitei para agradecer. Até ao final do ano passado sim, ele estava vivo e pregando. Tinha alguns livros dele, mas nas algumas mudanças ( cinco para ser exato ) perdi-os. Não sei se tenho algum. Esse com certeza não li embora já tenha lido sobre o assunto.

    Um grande abraço meu irmão.

    ResponderExcluir
  4. Sim está vivo com 96 anos e mais um pouco e é o atual presidente da Sociedade Bíblica do Brasil. Sempre transitou e pregou entre igrejas históricas e pentecostais pregando Jesus Cristo. Algumas de suas declarações em entrevista recente:

    Pr. Enéas Tognini: Eu creio que depois de 40 e poucos anos, ou 50 anos, o avivamento está no Brasil inteiro, porque avivamento nós podemos considerar de duas maneiras: a primeira avivamento para a igreja, são aquelas reuniões animadas quando o Espírito Santo desce com grande poder e então domina o auditório e, em segundo lugar, o avivamento na pátria ou no mundo. Então, há um despertar agora de oração, porque o que vaí resolver o problema do Brasil não é Lula. Quem vai resolver o problema do poder é Jesus Cristo e ele vai operar por meio de oração. Agora o povo brasileiro está se despertando. O Brasil já é talvez o país que mais envia missionários para o mundo. E então isso quer dizer resposta de oração. O pastor Edson Queiroz, lá da PIB de Santo André lançou no ano passado e repetiu nesse ano, estamos ainda em pleno curso, "40 dias de jejum e oração" em favor do Brasil. Esse movimento é único, porque as igrejas estão fazendo vigílias à noite, pedindo a bênção para o Brasil. Porque não adianta ser evangélico, o que adianta é o evangélico estar na sociedade e mudar a sociedade. Não adianta ser só evangélico. Porque o pessoal se esconde atrás do nome evangélico. Eu prefiro sempre o nome crente, nós somos crentes, crentes em Jesus. Evangélico não diz nada, até o diabo é evangélico.

    ResponderExcluir
  5. Mais do Pr Enéias Tognini e o livro do sorteio:
    O senhor é autor da obra "O período Interbíblico". Como foi que o senhor fez as pesquisas e teve a idéia de escrever esse livro tão útil para seminaristas?

    Pr. Enéas Tognini: Eu estava em Belo Horizonte, era o meu primeiro pastorado, eu tive só dois ou três pastorados, então lá era mais folgada a vida. Eu era bem jovem, tinha 27, 28 anos, e começamos a trabalhar. Porque no seminário a gente tem que fazer a coleta de dados para aqueles 400 anos de silêncio divino, desde Malaquias até Mateus. Aquilo é História, não tem nada da Bíblia, é História. Então, sofríamos procurando aquilo ali e acolá, e então eu disse: 'Eu vou fazer um livro para ajudar meus colegas'. Depois aparecerá alguém que vai fazer algo melhor. Já passaram quase 60 anos e ninguém apareceu. Eu transferi os direitos autorais para a Hagnos. Então, a Hagnos está tirando agora uma edição muito grande do período interbíblico. Já tirou da Geografia ( Geografia da Terra Santa), está tirando de "O período interbíblico" e vai tirar do "Janelas para o Novo Testamento".

    Guia-me: O senhor considera esta uma de suas obras mais importantes?

    Pr. Enéas Tognini: Não digo que seja mais importante. Porque dos 48 livros que eu tenho, apenas uns 5 ou 6 são de estudos e o resto é tudo de avivamento. As obras que nós precisamos hoje é de despertar o povo, o povo está dormindo, o povo evangélico do Senhor está dormindo e nós precisamos acordar. Então, meus livros, a pessoa lê e recebe. Eu preguei em uma igreja em São Caetano, levei o livro "Vidas Poderosas". São 30 biografias de homens e mulheres que foram batizados no Espírito Santo. No dia seguinte uma senhora me telefonou: 'Pastor, eu estava lendo o livro, quando cheguei na metade mais ou menos, fui batizada com o Espírito Santo'. Então, isso aí é um testemunho, mas são milhares, o que os livros realizam.

    Guia-me: E esse mover do Espírito Santo é importante para que o nome do Senhor seja pregado, não?

    Pr. Enéas Tognini: Lógico. O nome do Senhor é engrandecido. Por quê? Qual é a tarefa do crente? A tarefa do crente é exatamente ganhar almas, hoje nós estamos parados. Antigamente a gente falava: "Ovelha produz ovelha. Ovelha gera ovelha". Hoje, em geral, quando um crente leva uma pessoa não-crente à igreja e a pessoa decide-se por Jesus, a outra a entrega para o pastor. É como um casal que recebe um filho e entrega ao pastor, recebe outro filho e entrega ao pastor. Eu acho que aquele que leva a pessoa a Cristo e a pessoa se entrega a Jesus, esse crente deve ajudar o discipulado, ajudar o novo crente a crescer. "Ah, não, entrega para o pastor". Coitado do pastor. Ele não tem tempo de fazer nada.

    Guia-me: 68 anos de ministério. O que o motiva a continuar tão atuante na obra?

    Pr. Enéas Tognini: Eu creio que Deus tem me abençoado com saúde, força, e eu estou pregando. Eu sou desta igreja, fundei esta igreja, estou aqui há 19 anos. Construí o templo, tudo aqui. Aí eu precisava de um pastor mais jovem, porque os anos foram chegando, quando eu tinha exatamente 88 anos, chegou o pastor Jonas Neves, de Belo Horizonte. Ele estava sendo convidado há seis anos, mas não aceitava. Finalmente ele veio e está fazendo um grande trabalho. A igreja tem crescido muito e Deus tem abençoado todo o trabalho. Então, eu estou realizado. Agora em agosto eu deixo a Sociedade Bíblica, depois de 41 anos. Em agosto haverá eleição, eu não posso mais ser presidente, lá só tem direito a uma reeleição. Eu entrego e acho que realizei um grande trabalho na Sociedade Bíblica. Realizei um grande trabalho no Brasil e um grande trabalho aqui na igreja.

    Por Adriana Amorim

    Colaboração: Felipe Pinheiro e Marcos Correa

    Fonte: GUIA-ME.com.br





    Via: www.guiame.com.br

    ResponderExcluir
  6. Helvécio,

    tirando o batismo "especial" com o Espírito Santo [pois todos os que crêem somente crêem pelo poder do Espírito, e por ele são batizados] e mais algumas outras "coisinhas", o restante da entrevista até que é legal.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Jorge,

    tudo bem? Eu e o Denes agradecemos os livros, vai nos ajudar muito a tirar "n" dúvidas.

    Quero parabenizá-lo por mais essa idéia, que tenha sucesso e que venha a ajudar a muitos (tantos quanto o Pai quiser).

    Grande abraço, fique na Paz de Deus, você e seus queridos.

    Fernanda e Denes.

    ResponderExcluir